credicitrus-feacoop-23

Cooperados contaram com atendimento mais ágil para fazer bons negócios na feira

A Feira de Agronegócios Coopercitrus (FEACOOP), realizada em parceria com a Sicoob Credicitrus, chegou neste ano à sua décima-oitava edição, revelando vigor ainda maior. Realizada de 31 de julho a 3 de agosto, na Estação Experimental de Citricultura de Bebedouro, teve como tema “Tecnologia e Sustentabilidade”, dando destaque especial a soluções modernas que podem contribuir de forma decisiva para o aumento da produtividade e da rentabilidade das atividades rurais.

Os cooperados que compareceram ao evento, além do grande número de ofertas de insumos, máquinas e implementos dos tradicionais fornecedores da Coopercitrus, tiveram atendimento muito ágil na Área de Negócios e, em especial, o apoio da Sicoob Credicitrus, instituição financeira oficial da FEACOOP.

Para seus associados, a Credicitrus ofereceu limites de crédito pré-aprovados para aquisições feitas na feira; taxa de juros de 1,29% ao mês para financiamento de automóveis; descontos especiais na linha GM para cooperados com CNPJ, variando de acordo com o modelo; e as seguintes reduções nas taxas de administração de consórcios: imóveis, de 14% para 4%; serviços e veículos, de 10% para 6%; e motos, de 13% para 9%.

Muitos negócios iniciados na FEACOOP continuaram em andamento após seu encerramento, por isso os números finais da feira serão divulgados posteriormente.

Atrações

credicitrus-feacoop-13

A Arena Tecnologia e Sustentabilidade, montada com sucesso pela Coopercitrus, proporcionando aos produtores rurais, duas vezes por dia, um verdadeiro show do que há de mais moderno em tecnologia agrícola. Os visitantes puderam assistir a tratores que se movimentam operados via computadores; sistemas de plantio automáticos; sistema de pulverização localizada, dotados de dispositivo eletrônico de reconhecimento de plantas daninha; sistema de aplicação de fertilizantes e corretivos em doses diferenciadas ao longo do percurso, de acordo com as exigências nutricionais de cada trecho de um talhão, baseadas em análise de solo ponto a ponto nas áreas de cultivo; operação de drones para pulverização; e demonstração de vants (veículos aéreos não tripulados) para mapeamento de propriedades rurais.

Outro destaque foi dado ao uso do solo e dos insumos de forma mais racional, com demonstração, em parceria com a Embrapa, de sistemas de consorciamento de atividades como o Integração Lavoura – Pecuária (ILP) e Integração Lavoura – Pecuária – Floresta (ILPF), entre outros.

Uma estufa foi especialmente montada para demonstrar as vantagens do cultivo protegido de hortifrúti.

Na área de alternativas energéticas, o aproveitamento da luz solar para geração de calor e eletricidade foi demonstrado pela empresa Solbras, parceira da Coopercitrus, credenciada para implantar células fotovoltaicas nas propriedades rurais, gerando reduções nas contas de energia elétrica, com benefícios para o meio ambiente.

Por fim, um modelo de casa modular popular, com 80 m2, um exemplo de como a construção industrializada pode substituir com vantagens os métodos tradicionais com economia de tempo e mão de obra, menos desperdícios de materiais e menor impacto no meio ambiente.

Escrito por sicoobcredicitrus

Deixe uma resposta