A comemoração ocorre em meio às discussões sobre a reforma da previdência e a redução do déficit crescente que essa área vem registrando no Brasil. Mas abre uma janela, no lado oposto a esses aspectos negativos, mostrando duas excelentes oportunidades que a Credicitrus oferece a quem está preocupado em planejar seu futuro financeiro e não depender dos baixos valores da aposentadoria oficial: investir  em cotas de capital da Cooperativa e contratar um plano de previdência complementar do Sicoob Previ.

Investir em cotas de capital da Credicitrus significa aplicar recursos no próprio negócio e contribuir para que este cresça, se fortaleça e proporcione vantagens a todos os demais associados. Essa é a lógica do modelo de negócios cooperativo. Com esse investimento, para o qual a Credicitrus criou o programa Cotas Plus, o cooperado – tanto pessoa física quanto jurídica – forma gradativamente uma reserva financeira para seu futuro. O dinheiro aplicado é corrigido anualmente, recebe o aporte das sobras anuais e, o que é melhor, pertence ao próprio cooperado, que poderá resgatá-lo em parcelas a partir dos 65 anos de idade, desde que tenha no mínimo 10 anos de filiação à Cooperativa. Esse resgate, denominado Viva Bem Plus, funciona como uma espécie de aposentadoria suplementar, que mais de 1.000 cooperados já recebem. Porém, os benefícios não se limitam ao futuro. O cooperado também usufrui vantagens imediatas, como o Cheque Especial Plus, com taxa de juros inferiores às de mercado e limite de crédito proporcional ao valor investido.

Por outro lado, o plano de previdência complementar do Sicoob Previ é outra forma segura de planejar o futuro financeiro pessoal e familiar. O cooperado pode investir mensalmente, a partir do mínimo de R$ 50,00 mensais, se tiver até 24 anos de idade, ou de R$ 100,00 mensais, se tiver 25 ou mais. O plano é exclusivo para cooperados e oferece dois benefícios adicionais: renda por invalidez e pensão para os beneficiários em caso de morte do titular.

Para informações adicionais sobre essas duas formas de planejar um futuro financeiro mais tranquilo, consulte o gerente da filial da Credicitrus em sua região.

História e números

O Dia Nacional dos Aposentados foi instituído em 1981 pelo Congresso Nacional. A data foi escolhida porque no dia 24 de janeiro de 1923 foi assinada a lei Eloy Chaves, que criou a Caixa de Aposentadorias e Pensões para os empregados de todas as empresas privadas de transporte ferroviário. Foi a semente do Instituto Nacional de Previdência Social (INPS), atual Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Antes dessa lei, somente os funcionários do governo federal tinham direito à previdência social, sendo que a primeira categoria beneficiada foi a dos servidores dos correios, em 1888. A regra para se aposentarem era mais rigorosa do que a atual: 30 anos de tempo de serviço e idade mínima de 60 anos.

Hoje o Brasil tem mais de 30 milhões de aposentados e pensionistas, dos quais mais de 20 milhões recebem salário mínimo. Alguns números revelam a discrepância entre os valores pagos às diferentes categorias, de acordo com dados do IBGE de novembro de 2018.

O Regime Geral da Previdência Social (RGPS) engloba 20,3 milhões de aposentados civis, divididos em três categorias: por idade (10,7 milhões, com média de R$ 1.500 mensais), por tempo de contribuição (6,3 milhões, com média de R$ 3.000 mensais) e por invalidez (3,3 milhões, com média de pouco menos de R$ 1.200 mensais).

As aposentadorias para funcionários públicos têm valores mais altos: no Executivo da União, há 402 mil aposentados, com aposentadoria média de R$ 8.500 mensais); no Legislativo federal, são 8.800 aposentados, recebendo em média R$ 26.800 mensais; e no Judiciário, são 22.400 aposentados, com valor médio de 18.000,00.

O déficit da Previdência Social, somando aposentadorias e pensões de todas as categorias, atingiu R$ 182,4 bilhões em 2017, um recorde superado no período de janeiro a novembro de 2018,  quando os benefícios pagos ficaram R$ 186,3 bilhões acima da arrecadação.

Escrito por sicoobcredicitrus

3 comentários

  1. CLAUDEMIR STRACHICINI 24 de janeiro de 2019 às 13:12

    CREDICITRUS sempre pensando no bem estar dos seus cooperados, criou o VIVA BEM PLUS, que funciona como uma espécie de aposentadoria suplementar. A partir de 65 anos e 10 anos de associado, já tem o direito de resgatar valores da sua conta capital.

    Responder

  2. Maria Áurea T.L. Poleselli 24 de janeiro de 2019 às 15:15

    Credicitrus, proporcionando aos seus cooperados mais uma alternativa de como garantir um futuro tranquilo e feliz para toda família !

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *