O cooperado Francisco Gracio Pessoa decidiu dar novo rumo à sua vida profissional há cerca de quatro anos, quando estava às vésperas de completar 50 anos de idade. Graduado em Ciências Contábeis e titular da Caltec Contabilidade, também cooperada e sediada em Bebedouro, SP, ingressou em 2015 no curso de Engenharia Elétrica na UNIFAFIBE, nesse município. Para ampliar os conhecimentos que começou a adquirir, participou em maio de 2016 de uma atividade de extensão na Unicamp, em Campinas, onde conheceu as possibilidades de aproveitamento da luz solar para produção de energia elétrica.

Apenas dois meses depois desse curso, em sociedade com o colega Marlon Fagundes, fundou a Solfast, igualmente associada à Credicitrus, especializada na instalação de miniusinas de energia fotovoltaica em residências e empreendimentos públicos, comerciais, industriais ou agropecuários. Os sistemas de energia fotovoltaica da SolFast podem ser adquiridos com o apoio da Credicitrus, por meio da linha criada para financiar usinas desse tipo em até 72 meses, com três meses de carência.

WhatsApp Image 2019-02-04 at 10.54.30

(Os sócios da SolFast Rodolfo Marcolino, Marlon Fagundes e Francisco Gracio Pessoa)

Em 2018, a SolFast ampliou sua área de atuação, incorporando a de refrigeração, com o ingresso de um novo sócio, Rodolfo Marcolino, e passou a fornecer sistemas de ar-condicionado para instalações residenciais e corporativas e os correspondentes serviços de manutenção e limpeza.

Como funciona o sistema fotovoltaico?

O sistema de energia solar é composto por placas fotovoltaicas, que captam a luz do Sol, gerando eletricidade em corrente contínua, que é transformada por inversores em corrente alternada para uso no dia a dia. Esse conjunto é ligado à rede pública por meio de um relógio de luz bidirecional, que mede a energia gerada, de um lado, e a consumida de outro. Se a geração cobrir as necessidades, o excesso será automaticamente direcionado à rede externa. Se o consumo exceder o que for gerado, a diferença será automaticamente fornecida pela rede.

A conta de energia indicará quanto em kWh foi consumido da rede externa ou nela injetado. Neste último caso, originará “créditos de energia”, que serão utilizados nos meses seguintes, de menor luz solar, compensando o uso de eletricidade da concessionária. Mesmo que o sistema seja dimensionado para atender a 100% das necessidades da residência ou do empreendimento, a concessionária sempre cobrará uma tarifa mínima. Conforme explica Francisco, “o investimento feito na aquisição e instalação dos equipamentos retornará em aproximadamente quatro anos, representando um benefício muito grande, pois a vida útil do sistema é de 25 anos”. O tempo de retorno poderá ser maior, caso o usuário, após a instalação do sistema, eleve seu padrão de consumo de energia.

Apoio em todas as fases

A SolFast oferece completo apoio a quem desejar adquirir uma usina de energia fotovoltaica, cujo passo a passo é o seguinte:

  1. avaliação das necessidades e características da residência ou do estabelecimento onde o sistema será instalado, para seu correto dimensionamento;
  2. elaboração do projeto técnico para apresentação à empresa concessionária de energia elétrica (no caso, a CPFL), indicando marca e modelos dos equipamentos utilizados, bitola dos fios e controladores de carga que protegem as baterias dos inversores;
  3. o projeto é enviado à análise e aprovação da CPFL;
  4. após a aprovação, os equipamentos são instalados;
  5. na sequência, é feita a troca do medidor da concessionária, por meio da instalação do relógio bidirecional;
  6. o sistema é colocado em operação e testado;
  7. passam a ser geradas as novas contas pela concessionária, com base na diferença entre a energia injetada na rede e a consumida;
  8. a partir de então, periodicamente é feita a avaliação do desempenho do sistema, corrigindo-se qualquer anomalia. Os painéis têm garantia de geração de energia por 25 anos e sua manutenção requer apenas limpeza periódica da superfície com água e detergente neutro, visando a manter a transparência do revestimento e a capacidade de geração da placa.

Para mais informações sobre a SolFast e seus produtos e serviços, visite o site.

 

Escrito por sicoobcredicitrus

3 comentários

  1. CLAUDEMIR STRACHICINI 12 de fevereiro de 2019 às 18:22

    Parabéns!

    Responder

  2. Juntos seremos mais fortes.
    Parabéns!

    Responder

  3. Top a parceria, tecnologia que já faz parte do presente e com futuro ainda mais promissor!!!

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *