WhatsApp Image 2019-03-08 at 10.09.59

A Dra. Elza Senda Fukuda, graduada pela Universidade de Taubaté e especialista em Endocrinologia e Metabologia, tem dividido seu dia a dia, nos últimos 20 anos, entre a prática da Medicina e o cooperativismo.

Na área médica, atende em seu consultório particular e no Hospital da Unimed em Bebedouro, SP, município no qual também ocupa a vice-presidência da Associação Paulista de Medicina. Também atende no Hospital Municipal de Taiúva, SP, e, anteriormente, foi médica do trabalho na fábrica de sucos da antiga Frutesp e trabalhou no Ambulatório de Especialidades da Prefeitura de Bebedouro.

Há pouco mais de 20 anos, ingressou no cooperativismo quando foi fundada a Unicred, posteriormente Unimais Norte Paulista. Foi eleita inicialmente para seu Conselho Fiscal e, posteriormente, para seu Conselho de Administração, no qual ocupava a vice-presidência até a incorporação da cooperativa pela Credicitrus, no dia 1 de março. Adicionalmente, fez parte do Conselho Fiscal da Unimed Bebedouro, na qual atualmente é membro do Conselho de Administração.

Experiência rica

O ingresso no cooperativismo representou um passo significativo na vida da Dra. Elza, conforme ela conta: “Minha experiência, por ter participado da formação da Unimed e da Unimais e atuar como conselheira de ambas, foi e continua sendo muito positiva. Tive a oportunidade de descobrir outros objetivos a serem traçados e alcançados além da Medicina, o que me proporcionou um enorme crescimento pessoal e comunitário”.

Não foi fácil, ela reconhece: “Enfrentei as dificuldades que toda mulher teria que enfrentar. Passei pelo período em que poucas mulheres conseguiam conquistar de forma plena seus objetivos profissionais. Basta lembrar que as mulheres correspondiam apenas a 10% da minha turma na faculdade. Quando ingressei na cooperativa de crédito, somente duas médicas faziam parte do Conselho de Administração, em um grupo formado por 20 conselheiros e diretores. E ainda tive que aliar tudo isso aos compromissos com minha família e a Igreja”.

Sua visão quanto ao futuro é otimista: “Sempre acreditei no tema: juntos seremos mais! O cooperativismo precisa ser entendido e vivido no mundo atual. Apesar do conceito ser antigo, sua presença hoje se torna essencial para termos uma vida melhor! Nesse sentido, acredito firmemente no fortalecimento desse modelo de negócios como resultado da união entre os quadros de associados da Credicitrus e da Unimais”.

 

Escrito por sicoobcredicitrus

Deixe uma resposta