Muitas pessoas passam pelo momento de se decepcionarem com os serviços dos bancos tradicionais. Isso ocorre por uma série de motivos: taxas de juros elevadas, dificuldades no atendimento e na comunicação com o gerente, etc.

Uma alternativa bastante interessante para quem se encontra nessa situação é se associar a uma cooperativa de crédito. Porém, é uma opção que muitas pessoas desconhecem e, por isso, perdem uma oportunidade bastante interessante de receber um atendimento personalizado e com produtos e serviços bem atrativos.

Então, leia nosso artigo e entenda como funciona uma cooperativa de crédito e as vantagens de se filiar a uma instituição desse tipo.

O que é uma cooperativa de crédito?

Uma cooperativa de crédito é uma associação de indivíduos que, voluntariamente, formam uma sociedade. Elas criam assim uma instituição pela qual poderão fazer movimentações financeiras, sendo uma alternativa aos bancos tradicionais.

Normalmente as cooperativas de crédito são de livre admissão, ou seja, qualquer pessoa, com qualquer tipo de profissão. Para se associar, é necessário adquirir cotas de capital da cooperativa.

Como funciona essa modalidade?

As cooperativas de crédito são uma modalidade de instituição financeira peculiar, principalmente por não terem fins lucrativos, ou seja, seu intuito não é gerar lucro para um grupo de acionistas, e sim garantir a viabilidade das atividades.

Assim, todos os anos ocorrem as assembleias gerais, momento em são aprovadas as contas do exercício e no qual se decide o que será feito com as sobras apuradas no período. Normalmente é destinado uma parte à devolução para os sócios, na proporção de movimentação que cada pessoa realizou no período. Já outra parte é destinada a questões legais para manutenção das atividades da cooperativa.

Portanto, incentiva-se a fidelização, de forma que os sócios utilizem apenas a cooperativa de crédito para realizar as transações financeiras. Para isso, elas oferecem as operações que os bancos tradicionais realizam, como veremos a seguir.

Quais os serviços oferecidos por uma cooperativa de crédito?

As cooperativas de crédito oferecem serviços bastante semelhantes aos dos bancos tradicionais, até para permitir que ocorra a fidelização dos associados, de forma que eles não precisem de outras instituições para realizarem seus serviços financeiros.

Por exemplo, elas trabalham com:

  • concessão de empréstimos e financiamentos;
  • cartões de débito e crédito;
  • investimentos (poupança, LCA, RDC);
  • conta corrente;
  • seguros;
  • consócios;
  • previdências;
  • serviços como o internet e mobile banking;
  • transferências e muitos outros, para pessoa física e empresas.

Quais as diferenças entre uma cooperativa de crédito e um banco tradicional?

Mas por que optar por uma cooperativa de crédito e não um banco tradicional? Quais são as diferenças entre eles que podem influenciar na sua decisão? Vamos passar pelas principais delas.

Talvez a maior e mais importante diga respeito à questão do lucro. Enquanto os bancos tradicionais visam aumentar a lucratividade para os acionistas majoritários (ou para o governo, no caso de bancos públicos), as cooperativas de crédito têm como objetivo gerar prosperidade aos cooperados. Isso gera uma série de consequências interessantes.

Por exemplo, as taxas de juros das cooperativas de crédito tendem a ser menores do que as praticadas pelas instituições tradicionais. Isso se deve ao fato de que, como o cooperado é também sócio, ele tem condições facilitadas de crédito.

O cooperado, diferentemente dos bancos tradicionais (em que seu papel é de cliente), tem poder de decisão sobre a cooperativa. Isso significa que ele tem direito de voto tanto nas propostas que apoia quanto nas situações de que discorda, o que é bem diferente das modalidades tradicionais, em que apenas o conselho diretor e acionistas têm esse poder.

Outro ponto relacionado a ser uma instituição sem fins lucrativos é que, em caso de sobra de valores, uma parte do dinheiro (excluindo o montante para resolução de questões legais da cooperativa) é dividido proporcionalmente, de acordo com a participação do cooperado naquele ano, entre todos os sócios, sendo uma importante vantagem para aqueles que participam dessa modalidade de negócio.

Também podemos ressaltar que a cooperativa tem um papel social bastante forte. Elas visam potencializar o desenvolvimento das comunidades em que estão instaladas, sendo um dos pilares básicos do cooperativismo.

Normalmente, apoiam ações de desenvolvimento comunitário e socioambientais e auxiliam os pequenos empreendedores locais a crescerem.

Diferentemente dos bancos tradicionais, o foco das cooperativas é atender os ramos de atividades dos cooperados, ou seja, os produtos são focados nas soluções essenciais para suas questões principais. E, o objetivo é fazer os sócios crescerem continuamente, de forma sustentável. Assim, o desenvolvimento do negócio deve ser sempre com foco em cooperação mútua.

Saber como funciona uma cooperativa de crédito é fundamental para decidir se você optará por esse modelo de instituição financeira. Afinal, por mais vantajosa que seja a decisão, é de extrema importância que ela seja feita de forma consciente, sabendo de todos os benefícios com os quais poderá contar ao optar por esse tipo de instituição.

Precisa de mais informações sobre as cooperativas de crédito e suas vantagens? Assine nossa newsletter e receba os artigos diretamente em seu e-mail. Faça parte do quadro de associados da Credicitrus!

Escrito por sicoobcredicitrus

1 comentário

  1. Marco Antonio Setulin 2 de outubro de 2019 às 18:38

    Boa tarde.
    estou satisfeito !
    com a cooperativa ,
    só acho que poderíamos ajudar o pessoal da coleta seletiva aqui de ibitinga.
    pois é bom lembrar que estamos em dias de ajudar o planeta..
    abraço e obrigado… pois eu trabalho com recuperação de polímeros. granulado de polietileno de baixa. reciclado.
    a mais de 20 anos e nunca é ninguém me procurou para fazer algum tipo de parceria… grato.

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *