Ficar sem dinheiro para se sustentar e garantir a subsistência de seus familiares é um dos piores pesadelos que pode se tornar realidade, não é mesmo? Afinal, é importante garantir que todos terão as condições básicas de existência garantidas, como alimentação, transporte, saúde, entre outros.

Porém, imprevistos acontecem. E, muitas vezes, a pessoa não tem a possibilidade de receber as indenizações do INSS — algo muito comum, por exemplo, para profissionais liberais e autônomos, que dependem de estarem ativos para terem sua renda garantida.

Como evitar esse tipo de situação, que gera profunda insegurança e desespero? Uma opção é a contratação de Seguro Renda Protegida. Leia nosso artigo e saiba mais sobre o assunto.

O que é o Seguro Renda Protegida?

O Seguro Renda Protegida é uma modalidade criada para proteger o planejamento financeiro e o padrão de vida do segurado, com idade entre 16 e 65 anos, em casos de problemas ou incidentes que possam comprometer seu trabalho a longo prazo.

Como ele funciona?

É pago uma indenização por cada dia afastado — a DIT (Diária de Incapacidade Temporária). O valor pode variar de acordo com o contratado de seguro (entre R$ 1 mil a R$ 20 mil, de acordo com a renda do segurado). Também pode-se incluir indenizações por invalidez permanente total ou parcial em caso de acidentes e, até mesmo, pagamento de valores para os beneficiários em caso de morte por acidente.

O seguro apresenta vigência anual e normalmente sua renovação é automática. Há reenquadramento de valor do benefício e da mensalidade a ser paga, de acordo com a faixa etária pertencente. O valor a ser pago é de acordo com a comprovação da renda mensal que a pessoa tem no ato da contratação e a indenização é proporcional também a esse montante.

Quando ocorrer um sinistro (ou seja, quando for detectado o problema que gerou o afastamento das atividades laborais), o contratante deve entrar em contato com a seguradora para realizar a solicitação da indenização por meio do envio das documentações comprobatórias.

Quais as suas coberturas?

As coberturas vigentes para o Seguro Renda Protegida cobrem o segurado em qualquer lugar do mundo. São elas:

  • diária de incapacidade temporária: é paga uma indenização para o segurado em caso de incapacidade total ou temporária que tenha sido causada por acidente ou doença. É pago um valor para cada dia afastado. A cobertura está prevista por até 90 dias para casos de hérnia, LER (Lesão por Esforço Repetitivo), DORT (Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho), LTC (Lesão por Trauma Continuado), pacientes crônicos que necessitem realizar hemodiálise, portadores de cirrose hepática e doenças progressivas. Nos demais casos, a cobertura pode ser extensiva a 365 dias;
  • pagamento de indenização única nos casos de invalidez permanente total ou parcial, gerada por acidente;
  • pagamento de indenização aos beneficiários em caso de falecimento do contratante por acidente.

Quais são as vantagens de obtê-lo?

Em primeiro lugar, a maior vantagem do Seguro Renda Protegida é ter a sua tranquilidade garantida. Afinal, em casos nos quais você fique impossibilitado de trabalhar, não verá sua renda cair ou, até mesmo, ficar sem remuneração (nos casos em que a pessoa sequer tenha ainda o direito a receber o auxílio-desemprego).

O importante é saber que ele conta com um importante diferencial: ele também cobre doenças que atingem diversas profissões, como LER, DORT e hérnias. Ou seja, você pode ter ressarcimento por ter tido problemas gerados pela sua atividade laboral, mantendo sua renda complementada.

Outro ponto essencial é que esse perfil de seguro é dedicado também aos profissionais autônomos e liberais que, muitas vezes, não contribuem com o INSS e, por isso, não têm direito ao auxílio-doença. Nos casos que o levem a se afastar de suas atividades, não terá nenhuma renda para compensar, comprometendo seu rendimento mensal.

Assim, o Seguro de Renda Protegida permite oferecer uma maior segurança e prevenção de problemas diante de incidentes e doenças que, infelizmente, podem ocorrer com qualquer pessoa. E, principalmente, para os profissionais liberais, pode representar saldo negativo no final do período mensal.

Quem pode contratá-lo?

Ele é possível de ser contratado por qualquer pessoa entre os 16 e os 65 anos, independentemente de gênero, profissão ou renda mensal. Também pode ser adquirido por aqueles que sejam liberais e autônomos.

Também é necessário que o contratante esteja ativo e realizando atividades produtivas no ato da contratação, de forma que possa indicar uma fonte de renda para a instituição que estará realizando a venda do seguro.

Como contratar esse tipo de serviço?

O contratante deverá se direcionar a uma instituição credenciada para o oferecimento desse produto (seguradoras, corretoras, instituições financeiras como bancos e cooperativas de crédito, entre outras) e solicitar a contratação do Seguro de Renda Protegida.

Sua aquisição é simples. Ela necessita apenas da assinatura da proposta de seguro e preenchimento de declaração pessoal de saúde. A partir disso, é necessário ficar atento aos documentos solicitados na apólice para ter certeza de que, no momento em que for necessário solicitar o prêmio, tenha tudo que for preciso em mãos.

Quais são os critérios que devem ser levados em consideração na hora da contratação?

Toda empresa oferece o mesmo tipo de Seguro Renda Protegida? Ou é preciso saber escolher qual a organização que oferecerá a melhor solução para você? A resposta é: sim, é necessário escolher. Muitas delas vão oferecer prazos de carência diferentes, valores de mensalidades maiores ou menores, entre outras questões.

Assim, é importante saber avaliar os seguintes pontos:

  • a empresa a qual você estará contratando é de confiança?
  • ela presta toda a assistência necessária no caso de sinistro?
  • seu atendimento ao cliente é reconhecido como excelente?
  • o valor a ser pago para aquisição do seguro é compatível com a sua renda?
  • o tempo entre o anúncio do sinistro e o pagamento da apólice garante que não passará dificuldades?

Essas questões são essenciais para ter certeza de que estará fazendo a sua aquisição com a instituição correta e que, em caso de problemas, poderá contar, de fato, com o valor das Diárias de Incapacidade Temporária (DIT) e não enfrentar dificuldades a longo prazo.

Gostou do tema sobre Seguro Renda Protegida? Quer mais dicas interessantes de seguro e gestão financeira pessoal? Então assine nossa newsletter e receba mais informações, artigos, notícias e dicas diretamente em seu e-mail!

Escrito por sicoobcredicitrus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *