O seguro agrícola é a mais importante entre as modalidades de seguro rural existentes no Brasil. Representa a principal segurança para o produtor em relação à sua lavoura e a tranquilidade necessária para se concentrar na produção.

Conhecer os seus benefícios e os tipos de seguro existentes deve fazer parte do arsenal de informações de todo produtor. Afinal, garantir os resultados de uma boa produção constitui o objetivo de qualquer atividade do agronegócio.

Continue a leitura e saiba quais são as vantagens do uso do seguro agrícola.

O que é o seguro agrícola?

Todo produtor investe seus recursos, além de tempo e trabalho, na condução de sua lavoura, com vistas a obter bons resultados na colheita. O capital investido, às vezes obtido junto às instituições financeiras, precisa não só ser recuperado, mas também permitir uma margem de lucro suficiente para a continuidade dos negócios.

A possibilidade de insucesso ou de perdas significativas em razão de adversidades climáticas representa um risco do qual é necessário se resguardar. Para isso existe o seguro rural, que protege as atividades do agronegócio.

No Brasil, o seguro rural compreende diversas modalidades, dentre as quais se destacam:

O seguro agrícola, por sua vez, é a modalidade mais importante e mais utilizada no país. Consiste em uma proteção para a lavoura contra possíveis perdas e danos provocados por eventos climáticos adversos.

Tanto as lavouras permanentes como os cultivos temporários podem ser segurados. Essa ação constitui uma maneira de evitar ou de minimizar os prejuízos que sejam resultantes de uma geada, por exemplo, ou de uma forte chuva inesperada.

Por sua vez, além de ser uma segurança para o produtor, esse seguro representa importante instrumento de política agrícola para o governo. E, para fazê-lo, o seguro agrícola oferece cobertura para diversas culturas, sejam grãos, frutas ou hortaliças. 

Qual a sua importância?

As atividades do agronegócio costumam ser referidas como as de uma indústria a céu aberto. Nesse sentido, sua suscetibilidade aos eventos naturais, sobretudo àqueles resultantes de condições climáticas, faz nascer uma série de riscos que ameaçam o sucesso da produção.

Dessa forma, podem ser considerados os seguintes eventos como as principais coberturas oferecidas pelo seguro agrícola:

  • ventos frios;
  • ventos fortes;
  • chuvas;
  • tromba d’água;
  • granizo;
  • geada;
  • estiagem;
  • variações excessivas de temperatura;
  • raios;
  • incêndio.

Todos esses fatores já não se manifestam mais como antigamente, quando, em muitos casos, ainda se podia fazer uma previsão razoável de sua ocorrência. A irregularidade do comportamento do clima em todo o mundo aumenta ainda mais os riscos de ser pego desprevenido.

O seguro agrícola surge como uma forma de prevenção contra o prejuízo que pode resultar, por exemplo, de uma geada à noite fazendo a lavoura amanhecer toda perdida. Trata-se, portanto, de proteger o maior patrimônio do produtor, a sua lavoura, pois nela está uma grande parte de seu investimento.

Além disso, existem outros aspectos que denotam a importância do seguro agrícola, não apenas para o produtor diretamente, mas também para toda a cadeia produtiva. Entre os principais, podem ser considerados:

  • garantia de crédito ao produtor na ocorrência de imprevistos climáticos;
  • ajuda ao produtor para que não se torne inadimplente na eventualidade de um sinistro;
  • impedimento de que seja quebrada a cadeia produtiva na região.

Quais seus principais benefícios e vantagens?

Sem qualquer dúvida a respeito, o principal benefício do uso do seguro agrícola reside na proteção oferecida à lavoura no caso de algum imprevisto climático. Assim, a segurança de se obter ressarcimento financeiro capaz de impedir ou reduzir os prejuízos é o grande objetivo.

No entanto, outras vantagens fazem do seguro agrícola um bom negócio para o produtor, dentre as quais se destacam:

  • ausência de franquia comum nos seguros;
  • isenção do imposto sobre operações financeiras (IOF);
  • inspeção sem custos para o produtor;
  • garantia de proteção do plantio até a colheita;
  • redução da vulnerabilidade da atividade agrícola;
  • possibilidade de diferentes coberturas para culturas diversas;
  • simplicidade na operacionalização do seguro.

Quais os principais tipos de seguro agrícola disponíveis?

Como visto anteriormente, o seguro agrícola constitui uma das modalidades do seguro rural. Por sua vez, com o desenvolvimento do agronegócio e o crescimento da procura por seguros, foi possível ampliar os tipos oferecidos pelo mercado ao produtor.

Assim, entre os seguros agrícolas mais procurados, duas se destacam e serão apresentados a seguir.

Seguro de custeio

Esse seguro cobre a despesa de custeio da safra, desde o preparo do solo até a colheita. Constitui, dessa forma, um dos principais mecanismos de transferência de risco utilizados por produtores de determinadas regiões do país.

O seguro de custeio, desse modo, garante o pagamento do financiamento contratado pelo agricultor. Assim, na ocorrência de perda da produção, o produtor terá recursos para se manter na atividade, se não houver tempo hábil para um replantio, por exemplo.

Seguro de produtividade física

Esse seguro é uma garantia da colheita com a produtividade prevista como, por exemplo, determinada quantia de sacas/ha. Assim, se houver um sinistro que prejudique o rendimento da lavoura alcançado, o seguro cobre a diferença entre a produção esperada e o que efetivamente se conseguiu colher.

Nesse caso, as previsões de produtividade constam da apólice do seguro. Esse tipo recebe comumente das seguradoras nomes sugestivos como “seguro proteção da safra” ou “seguro colheita protegida”, entre outros.

Como se percebe, a contratação do seguro agrícola é a maior garantia para o produtor em razão das vantagens que oferece. Conhecer sua importância e as possibilidades disponíveis no mercado constitui o primeiro passo para a efetiva proteção da lavoura.

Gostou do post? Compartilhe suas impressões ou a experiência que já teve na produção agrícola deixando o seu comentário.

Escrito por sicoobcredicitrus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *