Os produtores rurais não estão livres de sofrer com fenômenos naturais diversos e intempéries. Por isso, é preciso estar coberto pelo seguro agrícola para garantir que os prejuízos sejam amenizados se sua produção for acometida por esses fatores.

O seguro é uma forma de diminuir as perdas em casos de estragos causados pela força da natureza, tanto em culturas permanentes quanto nas lavouras temporárias.

Quer saber mais sobre como funciona o seguro agrícola? Entenda os benefícios e as vantagens de assegurar sua produção contra os fenômenos naturais. Vamos lá?

O que é o seguro agrícola

Os produtores rurais buscam formas de proteger sua propriedade e as suas lavouras para amenizar possíveis prejuízos. Com isso, o seguro é uma forma de resguardar o produtor das intempéries que podem acontecer ao longo do ano.

O seguro agrícola é a forma mais simples e direcionada de proteção para as perdas decorrentes de fenômenos climáticos adversos em culturas permanentes e temporárias. A cobertura é específica para garantir os investimentos do produtor na plantação, e serve para eventos climáticos adversos, incêndios, inundações, entre outras causas naturais possíveis.

Para os produtores que querem proteger o patrimônio por completo, com seguro de vida e de saúde na mesma apólice, o seguro rural é uma forma mais ampla de cobertura.

A cobertura do seguro

O seguro agrícola cobre tudo o que abrange a vida da lavoura. A produção fica assegurada contra possíveis geadas, raios, chuvas torrenciais e outras intempéries desde o período da plantação até a colheita.

A apólice do seguro é baseada no preço pré-fixado do valor da colheita, estimando o valor real que a lavoura deve atingir no ponto correto da venda. Outras porcentagens podem ser estabelecidas, como até 85% do valor de perdas por chuva excessiva. Todas as condições estão descritas no contrato do seguro para que ambas as partes fiquem garantidas.

Também vale ressaltar que, para o bom funcionamento do seguro, é fundamental que o produtor informe de maneira criteriosa todas as características e condições da sua lavoura para não ter perdas financeiras em caso de sinistro.

Como funciona o seguro agrícola

Quem pode contratar

Os produtores rurais de pequeno, médio e grande porte podem fazer a contratação do seguro para o seu plantio a qualquer fase da lavoura. O mais indicado é que o seguro seja contratado antes da cultura ser realizada. Nas demais fases, se faz necessária a vistoria da plantação para garantir as cláusulas contratuais do seguro.

Cláusulas e coberturas

Os seguros abrangem a cobertura de diversas culturas, como grãos, frutas e hortaliças. As cláusulas da contratação delimitarão os tipos específicos de lavoura que serão assegurados.

No contrato de seguro, o produtor rural protegerá sua plantação das perdas decorrentes dos fenômenos climáticos e outras situações previstas, até mesmo no caso de desvalorização do produto por uma perda de qualidade causada pelas intempéries às quais a produção foi submetida.

São oferecidas algumas coberturas diferenciadas que podem cobrir o replantio, a proteção do cultivo, entre outras situações específicas que possam ser interessantes para cada tipo de cultura.

As apólices também podem sofrer alteração a qualquer momento, sendo possível que a seguradora aceite ou não as solicitações de cobertura.

Benefícios da contratação

Contratar o seguro é uma forma de garantir a recuperação do investimento em caso de intempéries ou divergências climáticas que causem a perda da lavoura. 

Por causa dos imprevistos, os agricultores sofrem várias perdas ao longo da safra, que muitas vezes podem levar à falência. Os investimentos são altos para o plantio e as perdas podem ser irreparáveis.

Com o seguro, é possível garantir ao menos uma renda mínima que traga segurança até a próxima colheita, fator essencial para os pequenos produtores.

Acionamento do seguro

Caso aconteça algum sinistro com a lavoura, é necessária a comunicação imediata ao corretor de seguros, informando qual o tipo de evento climático que causou as perdas.

Os trâmites legais são realizados pelo próprio corretor, com a solicitação dos documentos necessários e as comprovações. A partir de então, a seguradora tem um prazo de 30 dias para a realização do pagamento de indenização pelo sinistro ao segurado.

Cada apólice determina as condições de cobertura do seguro, e em alguns casos está previsto o pagamento de uma franquia pelo sinistro. Na forma simples, a franquia é cobrada quando os prejuízos ultrapassam o valor estipulado. Na modalidade dedutível, o valor é cobrado direto da indenização.

Diversas coberturas em uma apólice

O produtor pode assegurar as diferentes culturas que estão plantadas na sua área e garantir as suas especificidades e valores. Caso haja, durante o período, perdas oriundas dos fatores climáticas e situações adversas que estão descritas na apólice, o produtor receberá a indenização de acordo com o valor estimado de venda da produção, respeitando o LMI – Limite Máximo de Indenização – garantido pela seguradora..

Essa métrica única que deve ser adotada na apólice do produtor é a forma de assegurar como um todo as diferentes produções realizadas em um mesmo espaço.

Conheça a Credicitrus

A Credicitrus é uma cooperativa que oferece diversos serviços e produtos financeiros para os seus cooperados. Os valores são mais atrativos, já que a instituição não tem fins lucrativos. Portanto, as pessoas que se unem com o mesmo objetivo financeiro não estão em busca de lucros e sim de melhores serviços com taxas mais baixas.

A Credicitrus oferece uma linha completa de serviços de crédito e de seguros, incluindo o seguro agrícola, que visa atender aos produtores rurais cooperados. Além de preços mais atrativos, há menos burocracia na contratação da apólice e no resgaste da indenização em caso de sinistro.

Para os produtores rurais, o seguro agrícola é a forma mais simples de garantir que todo investimento realização na lavoura não esteja vulnerável às intempéries e condições climáticas desfavoráveis ao longo do período.

Vale a pena contratar o seguro para ter garantias de poder recomeçar o plantio e ter dinheiro para fazer novos investimentos em caso de problemas climáticos. Com tantas mudanças no meio ambiente, é preciso estar assegurado para não sofrer com os prejuízos causados pelos fenômenos adversos.

Gostou deste post sobre as características seguro agrícola? Então aproveite para conhecer os nossos seguros que atendem às necessidades da sua produção!

Escrito por sicoobcredicitrus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *