A gestão de contratos é parte fundamental para o sucesso de qualquer negócio, inclusive, quando estamos falando do agronegócio, uma vez que um contrato mal redigido pode resultar em problemas nos prazos de entrega, na precificação dos produtos e serviços, entre outras questões.

Sendo assim, o empreendedor que deseja ver a sua empresa prosperar de maneira organizada e sólida deve se valer das boas práticas do mercado e tomar cuidado em todas as fases do negócio para que nenhuma parte saia prejudicada, nem tampouco acumule prejuízo.

Pensando nisso, escrevemos este post sobre o funcionamento da gestão de contratos no agronegócio, que diminuem o risco da atividade e evitam a judicialização desnecessária. Então acompanhe a leitura e confira!

O que é a gestão de contratos?

Quando duas ou mais pessoas fecham um acordo, elas protegem os seus interesses por meio do contrato, que, no geral, é entendido como lei entre as partes. Ou seja, tudo aquilo que foi acordado e não é expressamente proibido pela legislação brasileira deve ser obedecido entre os contratantes.

Portanto, a gestão de contratos deve acompanhar todo o ciclo do documento, que vai desde a negociação, criação, execução e, finalmente, o encerramento. É por meio dos contratos que as partes garantem o recebimento dos seus benefícios e, caso ele não seja respeitado, a parte lesada pode recorrer ao judiciário para exigir o seu cumprimento.

Sendo assim, o profissional responsável deve estar atento a todas as fases, participando das negociações, promovendo uma boa redação em que os direitos e deveres, bem como o objetivo do acordo, fiquem claros e correspondam às expectativas

O que é necessário para fazer uma boa gestão de contratos no agronegócio?

O agronegócio é um mercado complexo que envolve diversas transações, logo, cada sujeito que participa dos negócios jurídicos deve se precaver com a assinatura de contratos antes de prestar qualquer serviço.

Portanto, é necessário seguir um guia de boas práticas para que a gestão de contratos seja vista como solução e não como uma burocracia ou um problema a mais para lidar.

Por isso, abordamos melhor das características de uma boa gestão de contratos nos tópicos abaixo. Veja.

Identifique a necessidade de contratação

Uma boa gestão de contratos começa pela correta identificação da necessidade do serviço ou produto a ser contratado. É nesse momento que a equipe deve delimitar quais são os requisitos desejados e definir as seguintes características:

  • orçamento previsto para contratação;
  • requisitos técnicos do serviço ou produto;
  • requisitos administrativos do serviço ou produto;
  • quantidade;
  • prazo para entrega, se há urgência ou não;
  • possíveis fornecedores e o que cada um deve apresentar.

Faça uma boa negociação

A negociação é a parte principal na hora da contratação. É nesse momento que as partes devem sentar e estipular os requisitos necessários e importantes para cada um, por isso, é importante não pular a fase anterior e saber exatamente o que a empresa precisa contratar.

Uma boa prática é registrar as reuniões para facilitar a redação do contrato no momento oportuno, uma vez que, sempre que houver uma dúvida sobre o que foi discutido, seja possível verificar nos áudios ou vídeos.

Lembre-se de que tudo o que for acordado deve ser executado conforme o contratado, logo, nada de prometer coisas além da sua capacidade, seja quando o assunto for prazo, seja quando for o pagamento.

O descumprimento contratual, além de acarretar no não cumprimento das sanções previstas, ainda atrapalha a solidez da empresa no mercado, uma vez que pode gerar desconfiança entre outros possíveis contratantes. Não esqueça que o maior ativo de um negócio é a sua imagem.

Use a tecnologia a seu favor

A tecnologia é uma ótima aliada para quem pretende realizar uma boa gestão de contratos. Isso porque você pode contratar um software que centralize todas as informações a respeito dos negócios firmados e dos que ainda estão por vir.

Sendo assim, a empresa fica mais organizada e, em poucos cliques, o empreendedor tem acesso a dados úteis, como prazos, pagamentos, custos, fornecedores, entre outros, evitando erros, perdas de informações importantes e gargalos.

O software também pode avisar ao administrador o momento correto para renovação de contratos, apólices, entre outras informações.

Conte com uma equipe interdisciplinar

O agronegócio não pode ser visto como algo isolado, fora da cadeia produtiva da qual ele faz parte. Por isso, os profissionais responsáveis pela gestão dos contratos devem apresentar um conhecimento amplo a respeito do negócio, bem como de todas as etapas de produção.

O mercado divide o setor agroindustrial nas seguintes fases:

  • antes da porteira: responsáveis pelo fornecimento dos insumos;
  • dentro da porteira: a atividade agropecuária em si;
  • pós porteira: o armazenamento, beneficiamento, industrialização, embalagem e distribuição dos produtos agropecuários.
  • Além de profissionais, como: agrônomos, veterinários e demais profissionais técnicos.

Portanto, é preciso compreender as nuances de cada uma dessas etapas para que o contrato seja bem redigido, respeitando as características de cada transação e fazendo as previsões devidas, a fim de evitar surpresas e prejuízos para as partes envolvidas.

Tenha uma assessoria jurídica de confiança

Tão importante quanto o conhecimento interdisciplinar do primeiro tópico, é ser assessorado por um escritório jurídico de confiança e que entenda o mercado do agronegócio e tenha experiência na área.

Os contratos agrários apresentam características diferenciadas dos contratos mercantis simples, tanto na redação das cláusulas, quanto no raciocínio do negócio. É importante lembrar que, em diversas transações, não estamos falando apenas de uma empresa contratando a outra, mas, sim, de uma cadeia de produtos e serviços que se entrelaçam, formando uma rede contratual para que o produto chegue ao seu destinatário.

Uma equipe jurídica que não está acostumada com o agronegócio e, portanto, não entende as nuances da atividade, pode colocar o seu cliente em risco e não garantir a segurança contratual desejada.

Dessa forma, a gestão de contratos bem feita garante ao empresário do agronegócio uma tranquilidade negocial, maior capacidade no cumprimento dos prazos e aumento do faturamento. O nosso blog conta com diversos posts a respeito desse tema que, com certeza, serão úteis na administração do seu negócio.

E, para ficar sempre informado e a par de todas as nossas novidades, assine agora a nossa newsletter e comece a receber mais artigos e posts informativos como este.

Escrito por sicoobcredicitrus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *