Você já ouviu falar das ferramentas dos drones no agronegócio? Apesar de se parecerem com brinquedos, essas aeronaves não tripuladas de pequeno porte estão se tornaram um excelente aliado dos agricultores na hora de fazer imagens, controlar e economizar dinheiro nas produções.

Eles fazem um trabalho essencial de mostrar como estão as terras e plantações, reduzindo o impacto ambiental, justamente porque não têm contato com o solo. Os drones estão sendo utilizados nas mais diversas áreas, e no agronegócio não tem sido diferente — estão ganhando muito espaço.

Quer saber mais sobre o uso dessa ferramenta tecnológica e as suas vantagens? Confira este post especial sobre o uso dos drones no agronegócio e entenda tudo sobre esse aliado dos agricultores! Vamos lá?

O que são os drones e como funcionam?

Os drones são pequenas aeronaves equipadas com câmeras de alta resolução. Esses dispositivos também são preparados para resistir às diversas condições ambientais e para trabalhos pesados.

Esses equipamentos surgiram para realizar as tarefas mais arriscadas ou que exigem que não exista contato com o solo, por exemplo. Os drones são controlados via rádio e fazem manobras no ar para se posicionar da maneira que o utilizador precisa, de acordo com a função para qual está sendo utilizado.

No mercado do agronegócio, a utilização dessa ferramenta tem se tornado uma realidade cada vez mais constante, justamente porque eles podem baratear os custos com o mapeamento, controle de pragas, contagem de plantas, avaliação de crescimento, entre outras funções.

Quais as vantagens do uso de drones no agronegócio?

Agora que você entendeu o que é um drone e como ele funciona, veja a seguir as principais vantagens que ele traz para a área do agronegócio. Acompanhe!

1. Monitoramento de pragas

Empresas especializadas no agronegócio estão desenvolvendo novos softwares que são capazes de analisar as imagens, em alta resolução, dos drones e apontar pragas e doenças que podem surgir na plantação.

As imagens aéreas servem para monitorar as condições de crescimento, pontos com falhas de plantio ou irrigação e até mesmo demarcar a área que deve ser realizada a plantação. As imagens do alto mostram quais os pontos mais propícios para receber a safra e a condição do solo.

2. Otimização da produtividade

O processo de otimização acontece pela análise periódica das condições da safra, reduzindo os custos com plantio excessivo e acompanhando o crescimento das plantas. As leituras realizadas pelos drones trazem informações importantes sobre o andamento da safra e previnem perdas com relação às pragas e doenças.

Pela sua facilidade de uso, a ferramenta traz inúmeros benefícios aos agricultores, que podem identificar com maior rapidez possíveis falhas que possam ocorrer no solo e na safra, reduzindo as perdas durante o período de plantio e crescimento.

3. Economia no uso de insumos

Como os drones são projetados para analisar e mapear toda área das fazendas, é possível identificar possíveis falhas e pragas com voos periódicos sobre a plantação. Com isso, o produtor elimina a aplicação de substâncias defensivas em todo o plantio, já que as imagens coletadas pelos drones podem apontar a exata localização que exige as aplicações.

Os gastos com defensivos podem ser reduzidos em até 80%, com o monitoramento e resultados mais rápidos, diminuindo as perdas e os prejuízos das safras.

4. Pulverização da plantação

Alguns modelos de drones que estão sendo desenvolvidos, especialmente para o agronegócio, são capazes de armazenar e transportar até 18 litros de produtos químicos para que sejam aplicados direto na plantação.

Pela posição segura e mais próxima das plantas, a aplicação por meio de drones se torna mais eficaz e, principalmente, não prejudicial à saúde do piloto da aeronave e funcionários. Além de evitar a deriva do produto.

5. Monitoramento, localização e prospecção de áreas

As câmeras de alta resolução dos drones permitem a captação de imagens em tempo real durante os voos que orientam sobre as condições e locais mais distantes das áreas de plantio, até mesmo de difícil acesso por outros meios.

É possível identificar e monitorar possíveis áreas de desmatamento mais distantes e combater essa prática com a vigilância e localização precisa apontada pelas imagens dos drones. Ao mesmo tempo, em mata fechada, por exemplo, é possível localizar nascentes de rios e as coordenadas para abertura de novas estradas na região.

6. Vigilância das áreas

Desde a sua concepção inicial, os drones foram projetados com o intuito militar e com a principal função de vigiar as áreas de combates. Para os campos, essa característica se mantém e essas pequenas aeronaves são ágeis e permitem proteger e observas as fronteiras da propriedade.

Os drones podem ser fontes de observação e controle não só das plantações como das divisas, vigiando possíveis entradas não permitidas e até mesmo monitorando pontos os pontos mais vulneráveis da área.

Afinal, os drones realmente são um investimento ideal para o agronegócio?

O agronegócio é uma área que necessita de grandes investimentos financeiros para garantir a expansão e otimização dos custos. Por isso, acredita-se que nos próximos anos as empresas devem investir ainda mais nessa tecnologia, que tem se mostrado uma excelente aliada dos agricultores.

Atualmente, 25% das vendas de drones no Brasil estão voltadas a esse setor, isso porque a tecnologia ajuda a reduzir os custos de insumos e o tempo para monitoramento da área. Levando em consideração as questões ambientais, investir em drones é investir em um melhor resultado para as futuras safras.

A precisão tecnológica dos drones tem tornado o investimento em agronegócio mais lucrativo, por isso as maiores empresas do setor investem pesado nos dispositivos. Ao longo da safra, é possível perceber o diferencial tanto na qualidade, quanto na redução de custos, dessa forma, os drones estão se tornando parceiros inseparáveis dos agricultores.

Nesse momento de retomada da crise e expansão do setor de agronegócio brasileiro para outros países, investir em tecnologia para melhorar a qualidade da safra, reduzir gastos e aumentar a produtividade é uma excelente opção para os agricultores.

Por isso, não importa o tamanho da fazenda e qual o tipo de produção, os drones se tornaram um grande aliado do agronegócio, trazendo retornos que beneficiam os produtores rurais.

Que tal, gostou deste post sobre o uso de drones no agronegócio? Então aproveite a visita em nosso blog e leia agora mesmo o artigo “Quer organizar os gastos em 2019? Confira 6 dicas para um bom planejamento financeiro”!

Escrito por sicoobcredicitrus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *