Com os cooperados eleitos delegados, a Cooperativa conta com a força da representatividade de mais de 100 mil associados em Assembleia Geral Extraordinária e Ordinária realizada no final do mês de maio.

 No dia 28 de maio, a Credicitrus realizou por meio do aplicativo Sicoob Moob, a sua primeira AGE (Assembleia Geral Extraordinária) e AGO (Assembleia Geral Ordinária) com a participação dos delegados eleitos em pré-assembleia digital realizada no mês de abril. “Quanto mais participamos, mais prósperos ficamos”, afirma o presidente do Conselho de Administração Marcos Lourenço Santin.

Nas assembleias, a participação dos delegados foi de suma importância, pois cada um dos 75 representantes foi o porta-voz das decisões deliberadas pelos associados em pré-assembleia. “Os delegados são os representantes dos associados. Em assembleia, o papel deles é reafirmar o voto de seu grupo seccional, dando assim, a representatividade e a força da participação de todos como cooperativa”, comenta o presidente do Conselho de Administração da Credicitrus.

Todas as matérias levadas para a AGO e AGE já haviam sido aprovadas por maioria de votos em todos os grupos seccionais, em pré-assembleias presencial e digital realizadas, nos meses de março e abril, com a participação de aproximadamente 9 mil associados. “Na AGO e AGE, os delegados reafirmaram as deliberações de seus grupos seccionais, aprovando todas as matérias submetidas à deliberação”, comenta Santin.

Representatividade refletida em números

A Credicitrus apresentou o resultado de R$ 173,5 milhões no exercício de 2019.  Crescimento próximo a 30%, já que, em 2018, a Cooperativa alcançou o resultado de R$ 134,7 milhões. As sobras apresentaram significativa elevação em 2019, apesar da queda da taxa Selic, que reflete diretamente na remuneração da intermediação financeira, bem como, das provisões de crédito realizadas no período, visando a preservar o alto grau de segurança com que a Cooperativa atua. A Credicitrus cresceu 11,5%, nos depósitos à vista, a prazo e LCA, apresentando o valor de R$ 3,7 bilhões, o total de depósitos e aplicações em Letras de Crédito do Agronegócio (LCA) refletiu mais uma vez a confiança dos associados.

Outro indicador do nível de confiança dos cooperados, particularmente dos que atuam no agronegócio, foi o expressivo crescimento da demanda por operações de crédito que atingiram R$ 3,077 bilhões, um crescimento de 14% em relação a 2018. Os ativos totais apresentaram, no final de 2019, R$ 5,917 bilhões, um crescimento de 3,3% acima do registrando no ano anterior. Já o patrimônio líquido, o principal indicador de solidez da Cooperativa, evoluiu de forma consistente crescendo 9% em 2019. O capital social, seu principal componente, situa-se desde 2018 acima de R$ 1 bilhão.

Já o resultado social econômico, que representa a síntese das economias geradas e proporcionadas aos cooperados, em comparação com os valores que pagariam ou deixariam de receber efetuando suas operações em instituições financeiras tradicionais, em 2019, foi de R$ 771,8 milhões, cerca de 18,2%, superior aos R$ 653,0 milhões, de 2018. “A Credicitrus visa o crescimento igualitário de todos os seus associados, assim, os resultados apresentados demonstram a solidez do nosso modelo de negócios e firma, ainda mais, o nosso compromisso de oferecer aos associados as melhores opções do mercado para o atendimento de suas necessidades financeiras. Por isso, em dezembro de 2019, a Cooperativa realizou o pagamento de juros sobre o capital, aos seus associados no valor de R$ 51,4 milhões. E, agora, após a realização da assembleia geral e aprovação das contas do exercício vai destinar aos associados, como retorno sobre as movimentações financeiras, mais de R$ 56 milhões, totalizando um retorno de R$ 107,6 milhões, que representa 62% das sobras totais de 2019”, afirma Marcos Lourenço Santin.

 

Escrito por sicoobcredicitrus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *