Muitas vezes é difícil evitar a necessidade de contratação de uma linha de crédito. Uma situação de emergência, necessidade de um capital para abertura de uma empresa, uma oportunidade de negócio pode fazer com que você tenha que optar por essa solução.

Porém, os juros praticados no mercado podem ser um tanto quanto abusivos e comprometerem a sua saúde financeira durante o pagamento das parcelas. Mas e aí, o que fazer? Quais são as opções disponíveis.

Você pode escolher, por exemplo, entre um banco e uma cooperativa de crédito. Mas, qual é a melhor opção? Qual deles é capaz de atender a suas expectativas com o menor custo?

Continue lendo nosso artigo e tire suas dúvidas sobre esse assunto!

Quais são as diferenças entre as linhas de crédito de cooperativas e de bancos?

As concessões de crédito são idênticas nas duas instituições. O que varia, via de regra, são as taxas aplicadas por cada uma delas, o que pode gerar grandes discrepâncias. Quer ver um exemplo?

Os juros de empréstimos, por exemplo, podem ser metade do valor cobrado pelos bancos. Por exemplo, no crédito-pre-aprovado a taxa de juros da Credicitrus é a partir de 2,20% ao mês, praticamente a metade da média dos bancos tradicionais (4,23% ao mês), de acordo com as informações do site do Banco Central.

E a mesma lógica de diferença entre as taxas para o empréstimo se repete tanto no cheque especial quanto nas taxas de juros aplicadas nos cartões de crédito. Lembrando que esses dois últimos representam algumas das taxas mais altas do setor financeiro e, por isso, toda economia no que concerne a cobrança dessas duas linhas de crédito são fundamentais para a sua saúde financeira.

O que mais comparar entre as duas instituições?

Comparar taxas apenas não é a única coisa que você deve levar em consideração quando pensamos na opção de obter crédito. Também é importante comparar os custos adicionais que podem haver, como: taxas de abertura de crédito, também conhecida como TAC, é uma taxa que muitas instituições financeiras tradicionais e empresas que cedem crédito costumam cobrar na concessão do financiamento ou empréstimo. Ela serve como remuneração à instituição financeira ou empresa que cedeu o crédito.

Por que as taxas de juros das cooperativas são menores?

A principal razão pela qual as cooperativas aplicam taxas de juros menores está relacionado com o modelo de negócio dessas instituições. Diferentemente dos bancos tradicionais, as cooperativas não têm por objetivo obter lucro. Por isso, a alta taxa de juros não condiz com o seu propósito, de forma que, por isso, pode-se aplicar valores mensais menores.

Além disso, como ressaltamos ao longo deste texto, o cooperado também é dono da cooperativa e, por isso, é mais do que natural que as taxas sejam diferenciadas para eles.

Agora você sabe as razões pelas quais os juros de cooperativa são mais competitivos do que os dos bancos tradicionais e como escolher a melhor instituição para aderir. Quer mais dicas importantes para entender como funcionam as cooperativas de crédito? Assine nossa newsletter e comece a receber nossos artigos, notícias e dicas diretamente em seu e-mail!

Escrito por sicoobcredicitrus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *