Cooperativismo ainda é pouco compreendido

Quem ingressa em uma cooperativa já constituída, normalmente é atraído pelas vantagens que vê colegas, amigos ou familiares desfrutarem. Ao saber que será um dos “donos” da cooperativa e que participará dos seus resultados, fica ainda mais entusiasmado. Mas isso faz com que tenha uma visão limitada do que é o cooperativismo.

O cooperativismo pode ser definido como o modelo de organização econômica em que pessoas com interesses em comum se unem para atender a suas necessidades com vantagens ou ter acesso a bens ou serviços que individualmente teriam dificuldades para obter. Desse modo, solucionam problemas e prosperam juntas. Esse é o propósito do cooperativismo: pessoas se ajudando mutuamente para que todas ganhem e cresçam.

Considerando esse conceito, qual é o elemento mais importante em uma cooperativa?

  1. Os cooperados
  2. A qualidade dos produtos e serviços que oferece
  3. A economia que proporciona com seus produtos e serviços
  4. A participação nos resultados ao final de cada exercício

Todos os elementos citados são importantes. Em primeiro lugar, estão os cooperados, sem os quais não existiria a cooperativa. Além de produtos e serviços com qualidade e que gerem economia e benefícios para todos e, consequentemente, às suas famílias e às comunidades em que vivem e trabalham.

Portanto, a força de uma cooperativa está em seu propósito, no porquê de sua existência. Isso explica por que a Credicitrus, fundada em 1983 por 24 produtores rurais, chegou ao final de 2021 com mais de 160 mil cooperados e números superlativos em seu desempenho econômico-financeiro. Porque o mesmo propósito que motivou seus fundadores continua orientando a estratégia definida por seu Conselho de Administração: gerar prosperidade para todos os seus associados.

Quer entender melhor o conceito? O cooperado e professor Marcos Fava Neves, da USP e da FGV, gravou um vídeo, no qual dá uma aula sobre o que qualifica como “uma das coisas mais bonitas do agro brasileiro e mundial, que é o jeito do pequeno ficar grande”. Embora focalizando o agronegócio, suas explicações permitem entender com clareza o modelo cooperativista. Assista ao vídeo:

Leave a comment

%d blogueiros gostam disto: