Você sabe qual é um dos segredos para o sucesso e para a felicidade? O equilíbrio entre vida pessoal e profissional. Em um cotidiano tão agitado e no qual parece não sobrar tempo para nada, acertar nessa questão faz toda a diferença para a sua realidade.

Quando este é o assunto, 9 entre cada 10 brasileiros usam o celular para trabalhar fora do expediente. Dessa forma, não é nenhuma surpresa que os índices de infelicidade e insatisfação com o trabalho atinjam 90% dos entrevistados. Para não aumentar a estatística, é preciso saber como contornar a situação.

A seguir, veja como agir para ter uma vida equilibrada e dar atenção a tudo!

1. Defina as prioridades

O tempo é um recurso limitado e, portanto, devemos fazer um bom uso dele. Com “apenas” 24 horas no dia, é essencial saber como usar cada uma para que nenhuma parte da vida fique sem a atenção necessária. E qual o melhor jeito de fazer isso? Com a priorização de atividades.

Entender o que realmente importa para você é o que ajuda a definir o quanto é preciso se dedicar a cada parte. Com o horário certo para cada ação, nada passa em branco ao longo dos dias.

Vamos pensar em atividades em família: é mais interessante passar tempo de qualidade com os filhos ou assistir à televisão? Se a primeira opção for a sua resposta, já inclua em sua agenda. Se conseguir, você assiste a um filme ou uma série.

No trabalho, vale a mesma regra: veja quais são as tarefas urgentes, quais prazos vencem primeiro e o que demanda mais atenção. A partir disso, dá para criar uma ordem do que deve ser feito. Percebe como a priorização acontece? No final, é um ótimo jeito de empregar melhor o seu tempo.

2. Estabeleça um plano de vida

Após entender a relevância das prioridades, é o momento de pensar em como unir vida pessoal e profissional a longo prazo. Essa não é uma mudança que ocorre da noite para o dia, então é importante colocar tudo no papel.

Nossa indicação é elaborar um plano de vida. Defina, por exemplo, quais são os seus objetivos profissionais e qual é o tipo de crescimento que deseja. Sempre considere o aumento das responsabilidades e a redução do tempo, para não desequilibrar as outras áreas.

O mesmo vale para o aspecto pessoal. Defina se você pretende criar hábitos saudáveis, ampliar a família ou até tirar férias uma vez por ano. Associe esses (e os outros) planos a períodos e indicadores de sucesso.

Também é importante estabelecer uma rotina. Afinal, viver de forma aleatória não deixa de ser um hábito, mas não favorece o equilíbrio. Então, defina horários para começar e terminar de trabalhar, assim como para todas as suas atividades.

No início, parecerá difícil cumprir tudo direitinho. Mas quanto mais fizer, mais simples será se adequar. Ao criar limites, fica fácil garantir que cada área se mantenha em seu lugar, o que favorece o cotidiano.

3. Desenvolva o autoconhecimento

Conseguir um equilíbrio entre vida pessoal e profissional também depende do quanto nos conhecemos. Somente desse jeito conseguimos definir o que faz sentido para nossas necessidades, preferências e exigências. Então, vale apostar no autoconhecimento.

Entenda, por exemplo, quando você tem mais produtividade no trabalho ou quando acontecem interrupções. Descubra o que deixa mais preocupação em você sobre a parte pessoal e onde sente que está falhando. Com as ações certas, vai ser possível reverter o quadro a seu favor.

Além de tudo, vale compreender o que traz motivação em seu cotidiano. Isso faz a diferença para conseguir cumprir a rotina elaborada e ter sucesso no plano de vida. Quanto mais souber explorar suas forças e habilidades, melhor para essa etapa.

Faça perguntas para si e não seja excessivamente crítico. Busque a honestidade para entender o que pode mudar na sua realidade e o que, realmente, atende ao que você espera ter no dia a dia.

4. Aumente a produtividade do jeito certo

Ter um bom desempenho é essencial para evitar que a carreira invada a vida pessoal. Afinal, a falta de performance é uma das vilãs responsáveis pelo trabalho que cruza a porta de casa e rouba o tempo com a família.

Não menos importante, saber como aproveitar seus momentos na área pessoal faz a diferença para impedir que ela se misture ao trabalho. Então, nada melhor que buscar a produtividade.

Um dos passos iniciais é evitar a procrastinação. De volta à ideia de prioridades, tente não gastar tempo demais nas redes sociais ou em tarefas que não sejam relevantes. Otimize seu relógio para construir resultados e ter disponibilidade para o que deseja.

Por outro lado, produtividade não é sinônimo de agir sem parar. Pequenas pausas no trabalho vão ajudar você a ser eficiente e a diminuir a dificuldade para executar as ações. De forma semelhante, ficar em casa com a família, mesmo sem fazer nada, pode ser bom para descansar e relaxar.

Além disso, a tecnologia deve ser a sua aliada — e não um ralo de esforços e atenção. Realizar compras pelo celular, utilizar softwares no trabalho e acertar nos aplicativos para algumas tarefas são ótimas ações. Que tal apostar nessas possibilidades?

5. Invista no empreendedorismo

Um dos melhores jeitos de equilibrar vida pessoal e profissional é por meio do empreendedorismo. Isso tem um motivo específico: a flexibilidade obtida para tomar decisões, estabelecer horários e resolver problemas.

Ao ter seu próprio negócio, você ganha responsabilidades, mas também tem um nível de controle maior. Se aproveitar todas as outras recomendações, que vão da priorização ao autoconhecimento, dá para explorar essa possibilidade da forma correta.

Principalmente, é uma forma de fazer o que ama e o que desperta seu interesse. Não podemos negar que esse é um fator importante para tornar a carga de trabalho mais leve e recompensadora.

Porém, não se descuide! O empreendedor é o primeiro a chegar e o último a sair, mas isso não deve significar deixar a vida pessoal de lado. Crie uma rotina bem eficiente para dar conta de tudo, do jeito certo.

Nesse caso, inclusive, um modelo de negócio cooperativo é bem interessante. Ao associar-se a uma cooperativa de crédito, a parte financeira da empresa é administrada com maior facilidade, devido aos vários produtos e serviços disponíveis.

6. Acompanhe os resultados da vida pessoal e profissional

O equilíbrio não é estático. Não é porque hoje o plano funciona que ele vai continuar do mesmo modo em todos os períodos. As mudanças acontecem e é preciso que estejamos preparados para elas. Por isso, vale ficar de olho nos resultados.

De tempos em tempos, pegue o seu plano de vida (que deve estar registrado em algum lugar) e verifique como anda o cumprimento dos objetivos. A divisão de horários tem dado certo? Você sente que tem alcançado o que pretendia? Se algo exigir modificações, faça testes e alterações.

Afinal, logo após ter um filho é normal precisar se dedicar mais à família. Já se tiver acabado de voltar de férias, mesmo que curtas, o trabalho vai pedir uma atenção extra. Mudanças em longo prazo, como o crescimento do negócio, também afetam esse equilíbrio. Tenha atenção para que tudo seja condizente com a sua realidade!

Unir vida pessoal e profissional é possível, desde que você tenha um bom planejamento. Ao usar as nossas recomendações, será fácil criar uma rotina que contemple todas as suas funções. E, sobretudo, não esqueça que é fundamental acompanhar os resultados e analisar a situação com regularidade para considerar eventuais mudanças.

E já que ter o próprio negócio ajuda nessa tarefa, veja 6 lições de empreendedorismo para seguir!

Escrito por sicoobcredicitrus

1 comentário

  1. Excelente matéria!!!!
    Equilíbrio pessoal e profissional = indivíduo melhor.
    Muito melhor.
    Parabéns!!

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *