Você sabe o que é RDC? Descubra quais as suas vantagens

Diversificar os seus investimentos é fundamental para ampliar os seus ganhos. No entanto, é preciso fazer isso com cautela para reduzir os riscos de perdas. Entender o que é RDC, ou seja, o Recibo de Depósito Cooperativo, é fundamental para quem deseja investir o seu dinheiro, mas também busca segurança.

Voltado exclusivamente para associados de cooperativas de crédito, o RDC é ideal para pessoas mais conservadoras, já que oferece o máximo de proteção ao investidor. Porém, ele também pode complementar a carteira de investimentos de pessoas com perfil moderado e arrojado.

Ainda não conhece essa alternativa de investimento? Nesse post, a Credicitrus explica o que é o RDC, como funciona e quais são as suas vantagens. Confira!

O que é RDC?

O Recibo de Depósito Cooperativo (RDC) é definido como uma aplicação de renda fixa, que paga a remuneração do investidor de acordo com intervalos e condições previamente estabelecidos. Dessa forma, oferece maior segurança, além da previsão dos rendimentos que você receberá.

O seu funcionamento é bastante simples. Os associados da cooperativa aplicam o seu dinheiro e a instituição usa esse valor em diferentes tipos de operações. Em troca do seu investimento, o investidor recebe o valor da quantia da aplicação mais uma porção, que consiste na rentabilidade. Sendo assim, trata-se de uma alternativa bastante atraente devido ao seu potencial de rendimento.

Por falar em rendimento, este ocorre de forma pré ou pós-fixada. Na primeira opção, o associado sabe exatamente quanto vai receber na hora de resgatar a aplicação. Já na segunda modalidade, o valor de retorno varia conforme um indicador que, geralmente, é o Certificado de Depósito Interbancário (CDI). Ele tem uma taxa próxima à da Selic (taxa básica de juros da economia). Atualmente, a Credicitrus oferece a modalidade pós-fixada.

Como funciona a sua liquidez?

Primeiramente, é necessário esclarecer que a liquidez nada mais é do que a capacidade de converter o investimento em dinheiro. Caso você ou a sua empresa enfrente um imprevisto e você necessite de dinheiro para solucioná-lo, ter investimentos com boa liquidez é essencial para a realização de resgates financeiros sem burocracia.

No RDC, é possível fazer aplicações de curto e longo prazo, levando em consideração os seus objetivos e necessidades. E como existe a modalidade de RDC com liquidez diária, você pode fazer resgates a qualquer momento, antes mesmo de atingir a data de vencimento.

Como funciona a tributação?

No RDC há a incidência de Imposto de Renda (IR), tendo como base a tabela regressiva. Saiba quais são os prazos e as respectivas alíquotas sobre o rendimento da aplicação:

  • período de 180 dias tem alíquota de 22,5%;
  • período de 181 a 360 dias tem alíquota de 20%;
  • período de 361 a 720 dias tem alíquota de 17,5%;
  • período acima de 720 dias tem alíquota de 15%.

Como você viu, quanto maior é o prazo de sua aplicação, menor é a tributação de Imposto de Renda. E caso o investidor solicite o resgate em até 30 dias após a aplicação também haverá a incidência do Imposto de Operações Financeiras (IOF), proporcional aos dias decorridos.

Quais são as vantagens do RDC?

Realizar um investimento é coisa séria, pois a escolha errada pode gerar prejuízos e uma grande dor de cabeça para o investidor. Por isso, antes de tomar a sua decisão, você deve conhecer bem as vantagens oferecidas pela aplicação. Descubra, a seguir, quais são os principais benefícios do RDC.

Oferece flexibilidade

No RDC, o prazo para o resgate fica ao seu critério e existem títulos que possuem liquidez diária. Portanto, trata-se de um investimento flexível, que pode ser realizado com base nas suas necessidades.

Proporciona segurança

Por ser um investimento de renda fixa, que pode ser pré ou pós-fixado, o RDC é considerado uma das alternativas mais seguras do mercado. Isso porque garante o retorno do investimento, além de sua proteção por meio do Fundo Garantidor do Cooperativismo de Crédito (FGCoop), que garante os depósitos até R$ 250 mil por CPF ou CNPJ.

Quais são as diferenças entre RDC, RDB e CDB?

Muito provavelmente, você percebeu que o RDC se parece com o Recibo de Depósito Bancários (RDB) e o Certificado de Depósito Bancário (CDB), o que pode causar algumas dúvidas na hora de escolher o melhor tipo de aplicação para investir seus recursos.

Em primeiro lugar, deve ficar claro que os três títulos são de renda fixa, o que faz com que funcionem de um modo parecido. Nas três modalidades, os recursos investidos são destinados à realização de operações na própria instituição financeira. Assim sendo, o rendimento dos investidores vêm dos juros dessas operações de crédito.

Porém, o RDC é oferecido única e exclusivamente por cooperativas que atuam na área financeira. Já o RDB e o CDB são emitidos por bancos convencionais. Portanto, o RDC se distingue dos outros dois títulos por incentivar o fluxo de serviços da cooperativa, configurando-se como um modelo socioeconômico mais humanizado e justo para a comunidade envolvida.

Para quem o RDC é indicado?

Será que o RDC é uma boa aplicação para todo mundo? Sim, é um título recomendado a todos os perfis de investidores.

Todavia, deve-se ressaltar que essa opção de investimentos está disponível apenas para quem já é cooperado. Se você tem interesse em investir nessa modalidade, é necessário se associar a uma cooperativa financeira.

Na Credicitrus, você pode investir no RDC com as melhores condições e com todo o suporte de uma cooperativa que é referência no assunto. Além de contar com uma equipe especializada para orientar você do início ao fim da aplicação.

Existem 4 modalidades oferecidas pela Credicitrus:

• RDC: com valor mínimo de R$ 100,00. Não há carência, sendo possível resgatar o seu dinheiro a qualquer momento e existe ainda a possibilidade de realizar resgate parcial.

• RDC Escalonado: com valor mínimo de R$ 100,00. Não há carência, a liquidez é diária com rentabilidade crescente, que aumenta de acordo com o prazo de permanência dos recursos aplicados.

• RDC com Carência: com valor mínimo de R$ 100,00. Possui carências de 181, 361 ou 721 dias, sem pagamento de rendimento para resgates efetuados durante o período de carência.

• RDC Bloq: com valor mínimo de R$ 100,00. Possui carências de 181, 361 e 721 dias, porém sem liquidez durante a carência.

Os associados da Credicitrus podem aplicar em qualquer uma das modalidades acima, através do App Sicoob, menu lateral, Investimentos, Renda Fixa, Aplicação.

Agora que você sabe o que é RDC e quais são as suas vantagens, já pode aproveitá-las na prática. Bastante simples, a aplicação oferece a segurança que os investidores buscam quando querem que o seu dinheiro renda mais.

Quer investir no RDC? Entre em contato com a Credicitrus e descubra como podemos ajudar você!

Leave a comment

%d blogueiros gostam disto: